Jun 29

O que é mentoria: entenda tudo sobre o assunto

Atualmente, a humanidade vive em um momento acelerado em todas as áreas sociais, especialmente nas corporações. Diante dessa realidade, existe uma grande necessidade de evoluir a forma de ensinar e aprender, já que estamos vivendo a Era do Conhecimento.

Por conta disso, o processo de mentoria têm se tornado cada vez mais requisitado, tendo em vista que a cultura mais difusa atualmente de ensino foca no conhecimento descentralizado. Em uma perspectiva como essa, a mentoria tem um papel fundamental na formação de líderes para gerenciar equipes.

Afinal, as pessoas passaram a confiar mais nas outras pessoas do que no que vêem na televisão.

Como sabemos, o papel dos líderes atualmente é muito mais complexo do que apenas delegar funções. Assim, podemos notar a necessidade de um mentor na equipe para direcionar o desenvolvimento de seus colaboradores. 

Bem, se essa é a sua situação, então pode ser que agora seja o momento de descobrir como se tornar um mentor para seu time.

Pensando na importância do conhecimento acerca do tema, nós da Rocket Mentoring School desenvolvemos esse material com um conteúdo completo para você!

Continue a leitura do artigo, entenda toda a jornada de mentoria e desperte o seu lado mentor hoje!

O que é mentoria?

A mentoria é um processo que está diretamente relacionado com o crescimento profissional.

Nessa tática de aprendizado, um mentor compartilha experiências de sucesso com o mentorado ou mentee.

Essa é uma forma de ensinar e aprender muito antiga, partindo da metodologia 1:1 (one-on-one).

Com isso, é notório o avanço das habilidades do mentee, que, com a ajuda do mentor, consegue chegar mais rapidamente onde deseja.

Mas espera aí, quem são esses sujeitos? Mentor e Mentee?

Bem, vamos às definições:

Mentor: profissional expert em determinada área de atuação. Geralmente, tem anos de experiência e é uma referência na sua área.

Mentorado ou Mentee: profissional que conta com a ajuda do mentor para auxiliar seu crescimento profissional e pessoal a fim de conseguir atingir seus objetivos de carreira.

Equipe de mentores: Além do 1:1, é possível ter um conjunto de profissionais que têm objetivos em comum e se auxiliam com a orientação do mentor para o crescimento mútuo. 

Então vamos a um exemplo prático para que a compreensão fique mais clara sobre o processo de mentoria.

Imagine ter que apresentar um projeto para a empresa inteira, mas você não se sente preparado e confiante o suficiente para realizar essa tarefa.

É exatamente nesse ponto em que o mentor atuará. Através das experiências de sucesso (e até mesmo dos erros), os mentores auxiliam com resoluções para os seus problemas de confiança.

Dessa forma, os profissionais conseguem melhorar a performance de atuação, atingindo os objetivos que tanto almejam.

Um ponto bastante interessante, é que a empresa também lucra bastante com o processo de mentoria dentro da organização.

Isso porque, com colaboradores confiantes, que conheçam bem as suas tarefas, é possível evitar problemas, perda de tempo, riscos e prejuízos. 

Esse é um processo excelente para todos, não é mesmo?

Por que fazer mentoria?

Como vimos até aqui, o processo de mentoria é uma troca de experiências, onde ambas as partes se beneficiam, visto que essa atividade promove trocas enriquecedoras.

Essa espécie de tutoria tem um valor imenso para profissionais mais jovens e/ou com menos bagagem.

Afinal, veteranos na área passam seus conhecimentos para os mais novos.

Então, por exemplo, no ramo corporativo, a mentoria é altamente necessária.

Isso porque, muitas vezes, os processos e atividades podem não ser tão claros, em especial para aqueles que ascendem de cargo. 

Imagine que você é um expert em economia e se depara com pessoas que estão tentando trilhar um caminho similar ao seu.

Por que não utilizar os seus conhecimentos para ajudar esses profissionais?

Se você se tornar mentor da sua equipe, o desempenho do time crescerá exponencialmente.

Entretanto, se você for contratado para ser mentor de outras pessoas, o seu conhecimento se torna uma fonte de renda excelente. Ou seja, os ganhos para os mentores são enormes!

E veja bem, os grandes nomes atuais tiveram mentores para trilhar os seus caminhos.

Podemos ver por exemplo que Warren Buffett foi mentor de Bill Gates e Steve Jobs foi mentor de Mark Zuckerberg. 

Todos esses gigantes enxergaram a importância de ter seniores para orientar os seus respectivos negócios para prosperar e ter um melhor desenvolvimento no mercado.

O que não é mentoria?

Quando nos referimos a esse processo de crescimento pessoal e profissional, é comum que as pessoas confundam com outros conceitos bastante disseminados no cotidiano.

Então, para evitar esse tipo de confusão, vamos entender de uma vez por todas os processos que NÃO se tratam de mentoria:

Mentoria não é Terapia

O foco da terapia é entender os acontecimentos do passado para entender e possibilitar mudanças no presente.
Quando falamos em mentoria, esse processo tem a ver com objetivos futuros nos quais o Mentor tem experiência relevante para orientar e debater junto ao mentee.

Mentoria não é Aconselhamento

Os aconselhamentos dizem ao outro o que fazer, a mentoria não trabalha com esse foco. 

O Mentor está ali para dividir experiências com o intuito de instigar o mentee - e não para tomar decisões por ele.

Mentoria não é Coaching

O processo de Coaching ensina ao coachee a encontrar suas próprias respostas e seu próprio curso de ação.

Já o foco do Mentor é dividir a sua experiência, em especial as que têm relevância para a situação do mentee.

Mentoria não é Consultoria

A consultoria apresenta soluções prontas baseadas no diagnóstico e análise de dados de seus clientes, enquanto a mentoria oferece apoio ao mentee para superar os seus desafios de curto ou longo prazo.

Quem pode dar mentoria?

O trabalho do Mentor é totalmente embasado no conhecimento e experiência profissional.

Tendo em vista essa característica, a atividade não exige que esse profissional seja homem, mulher, tenha um nível de escolaridade mínimo, idade mínima, tempo de carreira ou atuação em cargos determinados.

Desde que tenha na sua bagagem vivência suficiente para auxiliar os mentees na sua busca por evolução profissional e pessoal.

Basicamente, o trabalho do mentor é feito com o intuito de conduzir o mentorado de forma a identificar os seus problemas e alcançar os seus objetivos através de conversas durante a mentoria. 

Esse tipo de estratégia tem um cunho eficiente e assertivo, sempre conduzindo à conquista do mentorado baseado em experiências e não de forma milagrosa ou mágica.

Diante dessa realidade, qualquer pessoa que tenha interesse em passar os conhecimentos na sua área de sua formação e atuação ou se especializar em um nicho de mercado pode se tornar um mentor.

Quando falamos em qualquer pessoa, é válido salientar que esse processo não é realizado de qualquer jeito.

Assim como qualquer outra atuação, é preciso buscar aperfeiçoamento, como cursos de desenvolvimento pessoal e do seu campo de atividade. 

Lembrando que esse não é um pré-requisito, mas se você deseja saber como aumentar o potencial do seu cliente, é necessário trabalhar suas habilidades também.

Com isso, se você realmente deseja realizar mentoria, saiba que essa atividade envolve constantes reuniões, metas, acompanhamentos, metodologias e avaliações.

E essas etapas demandam bastante comprometimento e dedicação. 

Mas saiba que ser mentor é possível sim! Basta dedicação e vontade de ajudar o outro a se desenvolver pessoalmente e profissionalmente.

Como ser mentor?

Para compreender melhor sobre o processo de mentoria, vamos voltar à história, mais precisamente para a Grécia.

A mentoria não poderia partir de outro país se não a Grécia, o berço do conhecimento, um local com bastante fluência na antiguidade.

A atuação do Mentor foi registrada no livro Odisseia do poeta Épico Homero.

De acordo com o que foi registrado nos poemas, Mentor é o nome do grande protetor do filho de Odisseu, Telêmaco, que sai em busca do pai para encontrá-lo já que se perderam por 10 anos. 

Nessa missão, Atena, a deusa da sabedoria e inteligência, se disfarça de Mentor em vários momentos, para orientar o caminho de Telêmaco e ajudá-lo a  atingir seu objetivo de encontrar seu pai. 

Por esse motivo, em diversos idiomas, a palavra mentor é utilizada para denominar aquele que transmite conhecimento. 

A mitologia grega, sempre nos trazendo bastante conhecimento, apresenta um conceito que, mesmo com tantas mudanças na sociedade, segue com o mesmo significado.

Dessa forma, o mentor é aquela pessoa que vai guiar o mentee para desbravar o universo profissional, ajudando-o a superar dificuldades e encontrar oportunidades interessantes.
Para ser um mentor é de suma importância que você trabalhe suas habilidades internas de lidar com as situações e com as pessoas.
Não basta ter experiência em uma determinada área se você não tem a capacidade de analisar a situação do mentorado e passar para ele os conhecimentos necessários.

Para ser um mentor, é necessário trabalhar em si seguintes pontos:

Esteja aberto para o processo de troca

Como evidenciamos no início do artigo, o processo de mentoria é baseado em uma relação em que os ensinamentos são trocados.

Nesse sentido, não estamos lidando com um monólogo, onde somente o Mentor conta sobre as suas façanhas de sucesso.

Saiba que durante o processo de mentoria você poderá se surpreender com os ensinamentos que os profissionais mais novos podem ensinar!

Ser mentor é totalmente diferente do papel de chefe. 

Por isso, nas reuniões, é de suma importância remover essa atmosfera que muitas vezes trava o mentorado.

Claro que o respeito é necessário, mas se apresente de forma acessível e aberta para compreender novas formas de dar e receber conhecimentos.

Seja comprometido

Por lidar com pessoas e carreiras, o mentor deve ser um profissional comprometido, visto que essa atividade demanda bastante responsabilidade.

Isso porque quando o processo de mentoria é realizado de forma inadequada, é possível comprometer o desempenho dos profissionais que estão sob a sua mentoria.

Dessa forma, se você deseja ser Mentor, saiba que a dedicação e comprometimento para o desenvolvimento são essenciais no exercício da atividade.

Sem dúvidas, a sua rotina de trabalho poderá ficar um pouco mais pesada, visto que agora você dedicará momentos para auxiliar outras pessoas.

Mas saiba que os ganhos são excelentes.

Com isso, será possível ajudar o seu mentee no processo de desenvolvimento dos campos necessários para a evolução profissional.

Saiba ouvir

Saber ouvir é um dos maiores atributos do Mentor.

Faz parte da função entender o que o mentee tem a dizer e quais são as suas aflições.

Na verdade, saber ouvir fará uma grande diferença para o Mentor, pois nesses momentos de desabafo o mentorado consegue passar um panorama completo da situação.

Inclusive, quando o colaborador se depara desabafando as suas próprias dúvidas e reclamações, eles conseguem reorganizar suas ideias e muitas vezes, chegam à solução para os problemas.

Tenha um bom network

Desde os tempos mais remotos, ser bem relacionado com outras pessoas traz diversos benefícios.

Para a mentoria, isso não é diferente!

Se você deseja ser um profissional atualizado, oferecendo as melhores mentorias, é necessário ter boas conexões.

Mas que tipos de conexões seriam essas?

Bem, para se aperfeiçoar e saber contornar situações difíceis da sua área de atuação, busque cultivar bons relacionamentos com líderes do mesmo setor de atuação e até mesmo de segmentos totalmente diferentes do seu. 

Além disso, procure outros chefes dispostos a atuar como mentores e troque ideias. 

Seja mente aberta

Geralmente, a mentoria ocorre para profissionais mais jovens, que buscam se aperfeiçoar em determinadas áreas.

Diante dessa realidade, sabemos que as gerações têm formas diferentes de pensar, em especial os Millennials e a Geração Z, que estão conectados à inovação e tecnologia.

Por isso, esteja aberto para entender melhor a forma de pensar dessas gerações, por que os objetivos e desejos deles podem ser contrastantes com os seus.

Então, para conseguir dialogar bem com o seu mentorado, é fundamental se colocar no lugar dele, sem preconceitos e julgamentos.

Desenvolva a sua inteligência emocional

É comum que o mentorado passe por diversas reuniões e ouça bastante o seu mentor, e mesmo assim siga por um caminho oposto.

Esse processo faz parte do amadurecimento profissional, e muitos mentores podem se sentir cansados tentando auxiliar esses “teimosos”.

Nesses momentos, é necessário que o mentor tenha uma inteligência emocional bem desenvolvida, para saber controlar seus sentimentos.

Como resultado, a mentoria pode ser mais efetiva, visto que o mentor conseguirá desenvolver habilidades como entender a linguagem corporal, fazer as perguntas certas e ajudar o mentee a controlar sua impulsividade no trabalho.

Como funciona a mentoria?

Basicamente, o processo de mentoria funciona através de reuniões entre mentor e mentee.

Com um bom diálogo, é possível que o mentor encontre quais são os conhecimentos técnicos e experiências que mais se enquadram ao caso do mentorado.

A partir daí, poderão ser colocadas em prática as metodologias previamente selecionadas para ensinar ao mentorado boas práticas de atuação.

Assim, durante as reuniões discute-se os temas planejados, em seguida o mentorado deve colocar em prática algumas atividades.

Além disso, no encontro é preciso comentar sobre como foi a realização, dificuldades, desafios e aprendizados.

Na mentoria, é comum que ocorram avaliações de desempenho para que o mentor analise se o mentee conseguiu adquirir conhecimento e confiança suficiente para aplicar ações estratégicas no seu trabalho e alavancar na carreira.

Como fazer mentoria?

Até aqui, você viu como ser um mentor, mas e o processo de mentoria, como começar essa atividade ? Será que existe uma fórmula mágica para isso?

A resposta é não!
Mas por se tratar de uma forma de aprendizado, é claro que existem metodologias para guiar o mentor na preparação de um programa de mentoria efetivo.
Se você enxerga na mentoria uma oportunidade de empreender e melhorar o desempenho de sua equipe, é preciso conhecer 3 pontos para começar!
Então vamos lá:

Tenha um propósito

Sem dúvidas, entender o seu propósito é o primeiro passo para fazer uma mentoria.

Para isso, o mentor precisa passar por um processo de autoconhecimento, para saber qual é a sua maior expertise e como aplicá-la.

Assim, se você deseja fornecer mentoria, o primeiro passo é saber em qual objetivo o seu programa chegará e como você pode auxiliar outros profissionais.

Defina o público-alvo

Se você é expert em desenvolvimento de softwares, não faz sentido tentar passar os seus conhecimentos para um gestor de RH, se códigos não forem a praia desse profissional.

Por isso, é necessário definir o seu público alvo, ou seja, as pessoas que têm real interesse por sua expertise.

Dessa forma, você poderá sanar as necessidades das pessoas certas, solucionando desafios que dizem respeito a sua área.

Planeje o conteúdo

Se a sua intenção é fazer mentoria, esqueça a ideia de querer fazer tudo em cima da hora, sem planejamento, falando suas experiências de forma aleatória.

Isso não vai funcionar!

Além de frustrar o seu mentee, ações desorganizadas põe por água abaixo seu sucesso como mentor.

Por isso, para começar essa atividade, é necessário montar um planejamento sobre os conteúdos que você deseja ministrar.

Não somente, o mentor precisa planejar a frequência de encontros e a metodologia para avaliar o desempenho dos mentorados.

Etapas do processo de mentoria

Agora que você entendeu de forma geral como fazer uma mentoria , vamos ao passo a passo para realizar essa atividade com sucesso!

1. Defina os objetivos do programa

Onde você quer chegar com o seu programa de mentoria? Formar novos líderes? Desenvolver soft skills? Reter talentos? Aumentar a confiança da equipe?

Essa questão deve ser bem estabelecida para que os mentees tenham sucesso e os objetivos sejam alcançados.

2. Planeje o programa

Agora que você definiu os objetivos, é a hora de montar todo o esqueleto do seu programa de mentoria. Nessa etapa, são definidas questões como:

  • plano de trabalho para as interações;
  • comunicação do programa;
  • tempo de duração;
  • método de avaliação do programa.

3. Realize uma avaliação inicial

Para conseguir enxergar melhor os resultados da sua mentoria, é necessário medir o desempenho inicial para comparar os resultados posteriormente.

Assim, com base nos objetivos e no que precisa ser melhorado ou alcançado você poderá perceber quais foram os avanços.

4. Realização da mentoria propriamente dita

Nessa fase, o Mentor realizará encontros com o mentee para compreender as suas necessidades e passar os seus conhecimentos para aprimorar as capacidades do colaborador.

Inclusive, nesse momento, é nesse momento que o Mentor aplica as estratégias que podem dar mais certo para a situação atual.

A partir do momento em que a mentoria é feita, o mentorado consegue acumular mais conhecimento e trazer mais para si a responsabilidade por agir e saber qual o melhor caminho para alavancar a carreira.

5. Avalie e celebre os resultados

Após o processo de mentoria, é de suma importância resgatar objetivos e métricas definidos no início e analisar os resultados alcançados.

Mas lembre-se que essa não é uma hora de puro julgamento! Esse é um processo de aprendizagem, onde não se deve focar apenas no lado negativo do profissional. 

É preciso celebrar os resultados junto com os mentorados, mesmo que os avanços tenham sido pequenos.

Sem dúvidas, faz parte do processo encarar melhorias e reconhecê-las, mesmo quando elas são mínimas. 

Na mentoria, dar os parabéns e mostrar reconhecimento pelos objetivos superados já são suficientes para que o mentee enxergue as dificuldades de forma mais positiva.

Mentoria para líderes

Líderes, gestores e empreendedores estão enxergando na mentoria uma nova forma de obter desempenho de excelência no negócio em que atuam.

Grandes personalidades como Madre Teresa, Bill Gates, Aristóteles, Mahatma Gandhi, Nelson Mandela, Mark Zuckerberg, entre tantos outros, perceberam o poder da mentoria em seus papéis como líderes. 

Trazendo para uma realidade mais palpável, muitos líderes, em especial os que acabaram de receber promoção para um cargo de gestão, têm os mentores como anjos da guarda.

Isso porque, para atingir um bom desempenho, é necessário compreender como realizar certas tarefas e quais decisões tomar.

E muitas vezes, as empresas não deixam claro quais suas expectativas para os seus líderes.

Nesse sentido, com o auxílio da mentoria, é possível se preparar melhor para coordenar e supervisionar equipes, tomando decisões mais assertivas.

Com isso, os Mentores desempenham papéis de suma importância para a vida desses líderes e gestores, contribuindo tanto no desenvolvimento de carreira quanto em desafios e projetos dos mentees.

Ao final, é notório que a presença de um mentor permite que o mentorado consiga alavancar a sua carreira e negócio, aumentando, consequentemente, a lucratividade e a produtividade, mas não só isso.

E aí, você se interessou pela carreira de mentoria? Então seja um Mentor certificado com a ROCKET, através do nosso método exclusivo que utiliza ferramentas e técnicas ágeis de gestão e liderança.

Não fique de fora dessa! Entre em contato conosco e saiba mais sobre a ROCKET MENTORING SCHOOL!

Esse conteúdo foi útil para você? Então, leia mais sobre mentoria acessando outros artigos no nosso blog!

Compare nossos cursos

Indicar 4 cursos do básico ao avançado, para quem está começando a se inteirar sobre Mentoria até formações com certificado de Mentor Profissional. Compare abaixo e escolha o ideal para você.

MOSCA

Iniciação à Mentoria e Propósito da ROCKET
Gratuito
para sempre
  • CONHECIMENTO DOS PRINCÍPIOS DO MÉTODO ROCKET EA ETAPA DE REALIDADE
  • CANVAS DO MENTOR
  • EBOOK: ROTEIRO DE PERGUNTAS
  • VÍDEO DE DEMONSTRAÇÃO PRÁTICA DAS ETAPAS "PRÉ-LANÇAMENTO E REALIDADE"
  • 90 MINUTOS DE VÍDEO AULA DISPONÍVEIS POR 1 ANO

FUNDO

Fundamentos completos do Método
De R $ 990 por R $ 490
ou 12x $ 49,00
Incluso o FLY +
  • CONHECIMENTO COMPLETO DO MÉTODO ROCKET
  • ROCKET CANVAS
  • DEMONSTRAÇÃO PRÁTICA DA ETAPA VERIFICAR + SABRE (QUEM)
  • 4HRS DE VÍDEO AULAS DISPONÍVEIS POR 1 ANO
  • CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO DO PROGRAMA ONLINE

PRAC

Pratique Mentoria com outros alunos Mentores
R $ 3.900
ou 12x R $ 390,00
Incluso o FUND +
  • FORMAÇÃO INTENSIVA DO MÉTODO ROCKET PARA FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE MENTORES
  • 12HRS DE AULA AO VIVO COM OS CRIADORES DO MÉTODO
  • AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTO DE TODOS OS MÓDULOS
  • DISPONÍVEL 4 ROTEIROS EXPLICATIVOS PARA VOCÊ JÁ COLOCAR EM PRÁTICA
  • QUADRO NO TRELLO DE EXEMPLO DA ESCALA DE MAESTRIA, BASEADA NA TAXONOMIA DE BLOOM
  • GRUPO DE O QUE É APP DA TURMA 
  • NETWORKING QUALIFICADO
  • BASE DE CONHECIMENTO DO MENTOR
  • ACESSO AO QUADRO DE PERGUNTAS PODEROSAS
  • ATENDIMENTO 1: 1 PELA NOSSA EQUIPE DE CUSTOMER SUCESS
  • CERTIFICADO DE CONCLUSÃO DO PROGRAMA ONLINE

PRÓ

Torne-se um Mentor profissional certificado
R $ 9.840
ou 12x R $ 984
Incluso o PRAC +
  • 3 WORKSHOPS AO VIVO MENSAIS PARA APOIAR O MENTEE A CRIAR O PRÓPRIO PROCESSO DE MENTORIA, POR 12 MESES
  • 3 MENTORIAS INDIVIDUAIS COM UM MENTOR ROCKET
  • AVALIAÇÃO DAS MENTORIAS PRATICADAS JUNTO AO MENTEE VOLUNTÁRIO
  • FERRAMENTAS E ROTEIROS EXCLUSIVOS PARA O MENTOR PRO
  • DIRECIONAMENTO DE MARKETING E VENDAS PARA GERAÇÃO DE NEGÓCIOS
  • 2 MÓDULOS ESPECIAIS: ROCKET LAUNCH & ROCKET AGILE TEAMS
  • ADESÃO ANUAL COM ATENDIMENTO 1: 1 PERSONALIZADO
  • ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO E MENTORIAS
  • CERTIFICADO COMO MENTOR ROCKET
  • TRILHA DE CONTEÚDOS AVANÇADOS COM MAIS DE 20 TÉCNICAS E FERRAMENTAS PROFISSIONAIS TEMAS E FERRAMENTAS
  • POSSIBILIDADE SER RECRUTADO PARA DAR MENTORIAS PELA ROCKET, EM CLIENTES E COM NOVOS PROS EM FORMAÇÃO
  • NETWORKING PREMIUM
  • INCLUSO NA VITRINE DE MENTORES ROCKET E NO MARKET PLACE DE MENTORES
  • ACESSO À COMUNIDADE DA ROCKET